terça-feira, 20 de abril de 2010


Eu queria ter feito um poema diferente...
Diferente de todos que já li.
Queria ser poeta não para dizer o que já vivi,
Mas para falar desses sonhos sem pressa,
Fazer um retrato da alma,
De uma alma que alem da pertencer ao Dono
Integra-se a sua natureza,
Dilui-se em seu mar...
Queria cantar sentimentos
e desejos que do âmago submisso brotam e
doam prazerosas realizações a Ti, adorado Shibui...
Queria ter escrito um poema
Mas fiz rabiscos sem rimas,
Brinquei tanto com as palavras,
Que amanhecendo o sono veio e

adormeci sonhando contigo.
Descobri fechando os olhos que
A poesia não estava na letra morta
Mas no cheiro vivo do Teu corpo junto ao meu...



com licença poética

Sonia Schmorantz

Um comentário:

lilica{D.E.} disse...

Pupi querida amiga,

Coisa mais linda, isso tudo que escreveu.
Digno de ti, e da pessoa linda que você é.
Afortunado teu Dono que a possui,e que te cuida com tanto carinho e esmero.
Felicidades sempre aos dois.

lilica{D.E.}